sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Música de hoje - Teus Segredos

Fernando e Sorocaba!
♪♪"Adora mexer no cabelo
Curte rock e fala inglês
Odeia filme de terror
Canta e toca violão
Tem ciúmes dos amigos
Tem medo de escuridão..."♪♪

Casais que falam de forma parecida têm mais chances de dar certo

Foto - divulgação
Geralmente, as pessoas tendem a ser atraídas – e até casam – com pessoas que lembrem delas mesmas em termos de personalidade, valores e aparência física, mas o jeito como elas falam também é importante, revelou um estudo publicado na revista científica Ciência Psicológica.
A pesquisa mostrou que pessoas que falam de forma parecida são mais compatíveis. O estudo foi feito a partir das chamadas “palavras de função”, termos que mostram como as outras palavras se relacionam. São termos difíceis de explicar, mas que usamos todo o tempo, como “um”, “ser”, “alguma coisa”, “que”, “vai”, “dele” e “e”.
A forma como usamos essas palavras fazem parte de nosso estilo ao escrever e ao falar, explica James Pennebaker, da Universidade do Texas, coautor do estudo.
(Fonte - R7) Continue lendo

Programa sobre Cirurgia Plástica

Programa Medicina & Saúde exibido em 22/01/2011 pela TV Tarobá, afiliada da Band.

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Música de hoje - Uma vez mais

A dica musical de hoje é por conta de Emerson Guarda, de Curitiba. A música de Ivo Pessoa é realmente linda!

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Fantástico! Flash mob surprise!

Uma empresa de telefonia móvel inglesa promoveu uma mobilização na Trafalgar Square, em Londres, reunindo mais de 13 mil pessoas. A empresa simplesmente mandou um convite pelo celular: "Esteja na Trafalgar Square tal dia, tal horário". E nada mais foi dito.
Os que foram acharam que iam dançar como tem acontecido em outras mobilizações desse tipo. Mas, na hora, distribuíram microfones, muitos mesmo, e fizeram um karaokê gigante, de surpresa! E todo mundo que estava na praça, quem estava passando, quem nem sabia do convite, cantou junto.
É de arrepiar. Se você um dia curtiu os Beatles, vai se emocionar.

Mentes doentias

Conversando com uma amiga que estudou psiquiatria e que hoje prefere escrever ao invés de clinicar, cheguei à conclusão que a loucura pode ser gradual e parcialmente perceptível aos olhos dos mais atentos. Explico. Muitos de nós convivemos com situações adversas na vida, sejam elas no campo profissional, familiar, filosófico ou amoroso. É normal que tenhamos nossas fases de recolhimento e alternância de sentimentos como ódio, desprezo, indignação e tristeza absoluta. Ou que queiramos, num segundo momento, culpar alguém pelo fracasso daquilo que projetamos como algo seguro e definitivo em nosso presente. Isso é normal. Até passar, ódio e revolta farão companhia até aos mais desavisados. Mas quando isso se torna doentio, com indícios de insana mágoa e incontrolável frustração, é hora de procurar um analista, tratar a mente e a alma, para depois então, pintar um quadro real da vida. O que se tenta colorir, em vão, são rabiscos incertos e frágeis de um cotidiano fabricado, sem prazer, emoção ou felicidade reais. E viver virtualmente funciona apenas para quem dispensa a luz do sol ou o frescor da madrugada ao lado das pessoas que ama. Ou de si própria (tem companhia melhor?)...
Pessoas amargas que assumem falsa postura social (refiro-me aqui aos pseudo-críticos do preconceito, racismo e outras fobias sociais), são aberrações da sociedade, párias de si que desconhecem o caminho de volta, da viagem interior que todos devemos fazer um dia para assumir nossa condição medíocre e limitada.
São boas para apontar o dedo no nariz dos outros - quando têm coragem - e criticar, ofender, difamar, caluniar sem medir as consequências do que é dito ou feito em nome de sua patologia demente. Torna-se então, uma caricatura de gosto duvidoso, uma garatuja de ser humano que provoca comoção e piada imediatas quando vista de relance. Um olhar mais prolongado ou atento a este tipo de figura, é por inteiro desnecessário. Quem é feliz, está satisfeito com sua vida (medíocre ou não) dispensa viver dos acontecimentos alheios, não precisa acompanhar em tempo real a evolução da vida de ninguém; em suma, se ocupa verdadeiramente daquilo que lhe diz respeito: sua vida. É ou não uma boa hora para cuidar dela?
PS: Este texto é dedicado a quem pensa que tem o que fazer mas na verdade se preocupa mesmo é com a vida dos outros. Um lembrete: dor-de-cotovelo e manifestações desesperadoras indicando bipolaridade e estado de alerta emocional estão demodê, out, já era! Bora aproveitar a vida e curar as feridas que comprometem a saúde física e espiritual!

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

Sade - Your Love is King

Mais uma das inúmeras de Sade que adoro ouvir...
♫ "Your love is king, crown you in my heart" ♫
"

Bom dia!

Bom dia a todos! Que esta quarta-feira seja produtiva, sensível a ponto de emocionar a cada um com o gesto inesperado, a palavra que faltava, a canção esquecida, o toque indecifrável da pessoa amada e a voz terna de quem está ausente.
Adoro minhas contradições, meus desejos inesperados e a diversidade que existe dentro de mim.
Começo o dia ao som do querido Tom Jobim e uma das canções que mais ouço, "Borzeguim". O vídeo abaixo foi gravado durante o Festival Internacional de Jazz de Montreal, em 1986, com participações de Jaques Morelenbaum (violoncelo), Paulo Jobim (violão e teclados), Danilo Caymmi (flauta e vocais), Tião Neto (baixo) e Paulo Braga (bateria), com o vocal de Ana Lontra Jobim, Elizabeth Jobim, Simone Caymmi, Maúcha Adnet e Paula Morelenbaum.
Salvem a quarta! Beijos!

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Dica

Medicina & Saúde - Cirurgia Bariátrica

No último sábado (15), o Medicina & Saúde da TV Tarobá abordou a questão da obesidade - assunto seríssimo que tornou-se um problema de saúde pública. Nesta edição, mostramos os benefícios da cirurgia bariátrica e suas indicações. Confira a reportagem e apresentação de Soraia David, imagens de Daniel Macedo e Alan Machado, na edição de Daniele Gemelli.
video

sábado, 15 de janeiro de 2011

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Ei, psiu...

"Chega mais perto e contempla as palavras. Cada uma tem mil faces secretas sob a face neutra e te pergunta, sem interesse pela resposta, pobre ou terrível que lhe deres:
Trouxeste a chave?"
(Carlos Drummond de Andrade)

Saudade!

Em meio a manhã meio corridinha, acordei com uma saudade imensa de muita gente!
Saudade apertadona da minha amiga de infância, adolescência e dos dias atuais, menina irrequieta que se transformou em uma das bioquímicas mais respeitadas dessas bandas, Ana Lúcia. Vontade de pegar o carro e passar o fim de semana com você, mas compromissos por aqui impedem-me.
Saudade gigante também dos amigos cultuados ao longo dos anos, de muita festa, filosofia, noites musicais, tardes memoráveis nas corredeiras do Cinzas, caminhadas homéricas que culminavam no clube de campo, madrugadas à espera das famosas rosquinhas da padaria do seu Henrique, a concentração dos blocos na casa do Pepê (saudade doída da dona Odete!), enfim...
Pessoas que têm um significado especial em minha vida, por quem torço verdadeiramente para conquistarem muito mais que sucesso e realizações: desejo que estejam bem consigo, com suas famílias, com seu trabalho, que estejam em paz com DEUS e que ainda conservem a mesma alegria bagunçada e descontraída, comum a todos nós.
Saudade, beijos e muita energia boa para Rubinho, Júnior, Saulo, Fábia, Marcelo, Maurício, Flávia, Renata, Fernanda, Dani, Luciana, Trícia, Pepê, Ricardo Pança, Cláudia, Cléber, Mozeila, Carlinhos, Kátia, Fernando, Babo, Michel e tantos outros que não vejo há algum tempo!
Saudade sempre!
"Choras, sem compreenderes que a saudade é um bem maior que a felicidade porque é a felicidade que ficou." (Manuel Bandeira)

NONECÁLOGO DE ABRAHAM LINCOLN

1. Não criarás a prosperidade se desestimulares a poupança;
2. Não fortalecerás os fracos se enfraqueceres os fortes;
3. Não ajudarás o assalariado se arruinares aqueles que o pagam;
4. Não estimularás a fraternidade humana se alimentares o ódio de classes;
5. Não ajudarás os pobres se eliminares os ricos;
6. Não poderás criar estabilidade permanente, baseada em dinheiro emprestado;
7. Não evitarás dificuldades se gastares mais do que ganhas;
8. Não fortalecerás a dignidade e o ânimo se subtraíres ao homem a iniciativa e a liberdade;
9. Não poderás ajudar os homens de maneira permanente se fizeres por eles aquilo que eles podem e devem fazer por si próprios.
Fonte - Iátrico - 25ª Edição.

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

A dor do Rio também é nossa

Foto - Marcos Paula
A tragédia ocorrida na região serrana do Rio de Janeiro é um drama sem precedentes. No final da tarde, enquanto conversava com amigos sobre projetos e acontecimentos felizes de ordem pessoal - cada qual com suas alegrias, expectativas, risadas soltas - retomamos o assunto da catástrofe natural no estado do Rio e tudo o mais então, tornou-se pequeno.
Somos assim, passíveis de comoção ao menor sinal de dor alheia - por isso - humanos. E ver, ouvir, ler sobre a inoperância dos governos em medidas preventivas, a burocracia existente para liberação de verbas e recursos logísticos para a contenção/redução das perdas e reconstrução do que se pode convencionar de "vidas", a essa altura do campeonato, perde o sentido.
Que agonia imensa senti ao acompanhar o resgate de dona Ilair, do abandono involuntário de seu cão de estimação ante a fúria da correnteza, da dor indescritível sentida pela mãe que enterrou seu filho, da capitã do grupamento do Corpo de Bombeiros ao referir-se ao soldado que perdeu a vida tentando salvar sua família... Dores particulares, únicas que jamais serão compartilhadas por nós em sua totalidade. Mas que nos entristece, deixa o dia mais cinza, encobre o sol.
Olga Bongiovanni transcreveu o seguinte há pouco: " Para a tragédia, os desabrigados, a fome, os feridos, não pode haver burocracia, demora nas ações. Onde estão os bravos homens do nosso exército, marinha, aeronáutica, helicópteros, barcos, afinal a região serrana do Rio de Janeiro está destruída. Lamentável a falta de urgência."
Concordo. Parece que sempre esperam pelo pior para que algo seja feito. Chegam para ouvir os gritos da tragédia. Enquanto isso, os municípios serranos lutam não somente contra as intempéries calamitosas da natureza, contra o desespero ante a perda material e a dor lancinante da perda irreparável de vidas, mas também para enterrar seus mortos.
Meu pesar e solidariedade sinceros ao povo do Rio de Janeiro.

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Fragmentos de uma segunda-feira

Imagens - by Soraia
As segundas-feiras costumavam surtir efeito onipotente sobre mim. Explico. É mais ou menos como se todas as decisões tivessem que ser tomadas nesse dia. Os problemas, solucionados. As pendências, resolvidas. Não deixar brecha alguma para o resto da semana.
Era a forma organizada que encontrava para me antecipar a qualquer questão contraditória. Imagine! Eu, mortalzinha reles e ignóbil com a pretensão de controlar todo o resto que chamamos de destino, vida, dimensão, vibrações, etc, etc, etc...
Bom mesmo é deixar a chuva molhar meu rosto e rir das idiotices que me falam numa segunda-feira à tarde, quando me dou conta que esse momento é único, não tem volta, não tem história que vá reproduzí-lo, senão em vertentes da memória que normalmente nos pregam peças pois são seduzidas pela nostalgia agridoce do tempo.
Tempo. Chuva. A palavra que morre no silêncio antes de ser dita. Depois renasce, divertida, em forma de olhar. Adoro a antítese bagunçada da vida.

sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

Instinto

A poesia foi violada
Pelo código animal
Não-palavra
Bastou o insensível dominar
E a poesia calou
Morreu.
Soraia D.

quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

Conclusão

São longas horas de encantamento que me levam a mais louca viagem que poderia
fazer dentro de mim mesma.
Ter você de repente perdeu a importância.
Soraia D.

As belas do poder

Foto - uol
Com a aparição da bela e discreta esposa de Michel Temer, Marcela - que roubou a cena, literalmente, durante a posse de dona Dilma - a imagem da mulher no mundo político ganhou nova investida da mídia. Na página do UOL está disponível um teste para verificar seu conhecimento sobre as curiosidades das belas do poder no Brasil e no mundo.

terça-feira, 4 de janeiro de 2011

Cascavel no Bom Dia Brasil

As férias coletivas adotadas por algumas empresas de Cascavel foram pauta na manhã de hoje na edição do Bom Dia Brasil da Rede Globo. Exageros à parte na manchete (textual) e chamada, fica a impressão que não há serviço algum à disposição da população, o que não é verdade. Nada parou.
Diferentemente dos serviços públicos que devem funcionar com escala de seu pessoal sem que haja prejuízo ao cidadão, as empresas privadas têm o direito de optar pelo período de descanso de seus funcionários, como assegura uma das entrevistadas no programa, de forma bastante razoável. Aquele restaurante não está aberto? Vá em outro. A loja não está atendendo em seu horário habitual? Paciência. Seja maleável. Flexibilidade faz bem em qualquer situação e todos merecem alguns dias de repouso.
Acompanhe a matéria!
Fonte - G1

segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

Falha nossa... E deles!

Nossa editora aprontou e olha o que deu na compilação de alguns "escorregões" durante as gravações do programa...

Clip Acidentes - por JJ Neri

Valeu a edição, Neri!

Ele voltou!

Estou rindo aqui! Foi só a dra. Hi aparecer no pedaço e mandar bronca no Rodrigues que ele deu o ar da graça, ainda que em processo de recuperação. Não é que nosso colaborador ilustre deu seu pitaco no post sobre a recusa da comenda do bispo?
É isso aí, sr. Rodrigues. Concordo com a dra. Hi - definitivamente a cama não é o seu lugar. Trate de levantar-se daí, now! Beijocas!

Programa Especial de Natal

O Medicina & Saúde preparou alguns momentos especiais do programa para os telespectadores da TV Tarobá, que reproduzo aqui no blog!

video

domingo, 2 de janeiro de 2011

Bethânia recita Fernando Pessoa

Para quem não conhece essa preciosidade, única, linda, doce e tão especial de Pessoa, na voz da insuperável Maria Bethânia... Poema do Menino Jesus.

Doença de Alzheimer - programa na íntegra

O Medicina & Saúde abordou o assunto, entrevistando médicos especialistas e personagens da vida real que convivem com a doença, direta e indiretamente. Confira!
video