sexta-feira, 5 de setembro de 2008

Tucanos estão dispostos a discutir grampos com Lula mas aguardam convite

Líderes do PSDB estão dispostos a se reunir com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva para discutir os grampos telefônicos contra autoridades dos três Poderes, mas esperam que a iniciativa do encontro parta do próprio presidente. O líder do PSDB no Senado, Arthur Virgílio (AM), confirmou nesta sexta-feira a disposição de conversar com Lula sobre o que considera "o episódio mais grave" do governo petista. "Não me furto a conversar se for uma conversa séria. Eu acho que não deve ser jogar fora uma conversa sobre a coisa mais grave que aconteceu no governo Lula, mais que o mensalão. Estando em jogo essa coisa que se chama democracia, a gente tem que sentar com ele", afirmou. O encontro entre Lula e os tucanos vem sendo articulado pelo senador Tião Viana (PT-AC). O petista procurou Virgílio logo após a divulgação, pela revista "Veja", dos grampos supostamente realizados pela Abin (Agência Brasileira de Inteligência) contra o presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Gilmar Mendes, ministros do governo federal e parlamentares do governo e da oposição. (Folha online) Leia aqui

Um comentário:

  1. Cabrito selvagem ao fio. Excelente prato.

    Zé do Coco

    ResponderExcluir

Obrigada por sua participação em meu blog!