segunda-feira, 30 de março de 2009

Apresentadora Eliana pagará indenização a Cid Moreira

Divulgação
A apresentadora Eliana não conseguiu obter recurso especial do Superior Tribunal de Justiça (STJ) e terá que pagar indenização a Cid Moreira pelo uso indevido da imagem do jornalista no programa "Tudo É Possível", da Record. Eliana e a emissora terão que pagar R$ 60 mil por danos morais, e mais R$ 60 mil por uso indevido da imagem do jornalista. (Folha online) Leia mais

3 comentários:

  1. É bom mesmo que essa apresentadora leve um tranco, porque gente talentosa não precisa de usar a imagem de outras pessoas.

    Zé do Coco

    ResponderExcluir
  2. Conheço o sobrinho do Cid moreira Marcus Moreira, e em um desabafo em uma emissora de TV em São Paulo aonde cogitam seu contrato pois seu sobrinho é a sua cara! para participar de um programa, ele falou que Cid nunca foi gente é desumano e falso profeta o que vale é o dinheiro pois ja trabalhou com ele e abriu mão de um bom trabalho bem remunerado pois tudo era feito por dinheiro ele como seu secretário na epoca deu a ideia de gravar a bíblia evangelica com acondição de uma fundação para ajudar pessoas carentes mais Cid não manteve a palavra e viu so o lado do material, seu sobrinho trabalhava como escravo foi proibido de arrumar filhos sem folgas etc... pois Cid detesta criança tipo Clodovil mas como trabalhador e um ótimo profissional responsavel mas como ser humano vai direto para o inferno! pois ajudou seu irmão a despejar do sítio em que morava por não concordar com um falso testemunho do acidente que morreu sua tia irmã de Cid na Nova Dutra por uma indenização de R$ 1.000.000.00 pela morte de Céa Moreira que foi culpa do seu irmão e isso quase custou a vida de Marcus Moreira seu sobrinho que foi meaçado mas lutou por justiça mas a justiça no Brasil e a favor dos poderosos, hoje Marcus Moreira trabalha em Petropolis RJ, dono de uma empresa SUNUP LAVA A SECO INTERIORES de AUTOMOVEIS e VENDA, é um ótimo rapaz de personalide!

    ResponderExcluir
  3. Estado do Ceará é condenado a pagar 200 mil reais de indenização à família de estudante, morta dentro da escola, além de pensão até os pais da falecida completarem 65 anos. DIVULGUEM, POIS O MAIS FUNDAMENTAL É O CARÁTER PEDAGÓGICO DA CONDENAÇÃO, QUE VALE PARA ESCOLAS PÚBLICAS E PARTICULARES. Leia matéria em:

    www.valdecyalves.blogspot.com

    ResponderExcluir

Obrigada por sua participação em meu blog!