quarta-feira, 13 de maio de 2009

Família de vítima de acidente pede cassação de mandato de deputado

Relatório de socorristas do Siate informa que deputado apresentava "hálito etílico". Hospital Evangélico recebeu pedido de amostra de sangue do parlamentar nesta quarta-feira
O advogado da família de Gilmar Yared, um dos dois jovens que morreram no acidente ocorrido na madrugada de quinta-feira (7) envolvendo o deputado estadual Fernando Ribas Carli Filho (PSB), protocolou no início da tarde desta quarta-feira (13) um ofício destinado ao presidente da Assembleia Legislativa do Paraná, Nelson Justus (DEM), no qual pede a abertura de um processo de perda de mandato de Carli Filho por falta de decoro parlamentar. No momento do acidente, o deputado dirigia com a habilitação suspensa e 30 multas, infrações ao Código deTrânsito Brasileiro e à lei federal. (Gazeta do Povo) Leia mais

4 comentários:

  1. A cassação é nada diante do que esse cidadão aprontou. Tem de ir a juri popular, porque sua negligência redundou em perda de vidas. É um indivíduo perigoso e não pode andar solto por aí.

    Rodrigues

    ResponderExcluir
  2. SYLVIO SEBASTIANI14 de maio de 2009 10:45

    UM FATO É UMA FATO: Em março e abril de 2003, o Detran cobrou da Assembléia Legislativa do Paraná, multas aplicadas aos deputados estaduais, em 134 veiculos de propriedade do Poder Legislativo, à disposição de deputados, no valor, VEJAM, de R$400 MIL. O Presidente na época, deputado Hermas Brandão não gostou, protegeu os faltosos, não divulgando os nomes dos deputados infratores e "acertando" a divida.Assim fica claro que os "ilustres" deputados, sempre abusaram das Leis de Transito, foram superiores as suas proprias Leis, mas o povo não.Se um pobre coitado, até um profissional de transito, motorista profissional, que sustenta sua familia com essa função, cometer qualquer desvio, sua carteira é apreendida, seu veiculo é rebocado, tem que pagar todas as despesas e se cometeu um acidente e ainda estiver com o minimo de dosagem alcoólica,VAI PARA A CADEIA.Recordo este fato, para que se naquela época o Presisdente da Asssembléia Legislativa, divulgasse os nomes dos deputados infratores ,obrigassem eles fazerem os pagamentos das suas multas, cumprindo a Lei igualmente o que é feito ao homem comum, eles, com certeza iriam aprender e não cometer inflações, iguais ao deputado que matou dois jovens, sendo que um deles estava saindo de seu trabalho e o outro estudante, ambos com futuro definido.Isso é a educação que os pais devem dar aos seus filhos, e os deputados estaduais,ainda são chamados de representantes do povo!.Sim, fomos nós que elegemos esses ...

    ResponderExcluir
  3. SYLVIO SEBASTIANI14 de maio de 2009 11:02

    Fiz um comentário e sumiu....

    ResponderExcluir
  4. Algum equívoco, por certo, Sylvio. Pode refazê-lo, por gentileza?

    Um abraço!

    ResponderExcluir

Obrigada por sua participação em meu blog!