segunda-feira, 6 de julho de 2009

"Michael Jackson era um pedófilo", diz congressista americano

O congressista americano Peter King gerou polêmica ao chamar Michael Jackson de "pedófilo" e "molestador de crianças" em um vídeo publicado no site de celebridades TMZ.
"Ele era um pervertido, um molestador de crianças, ele era um pedófilo. E o que vão dizer sobre o nosso país com tanta cobertura a ele, todos os dias? Acho que estamos bancando os politicamente corretos", disse.

"Ninguém quer levantar e dizer que não precisamos de Michael Jackson. Ele morreu, ok, ele tinha algum talento, pode ter sido um bom cantor, fez algumas danças. Mas, você deixaria o seu filho ou o seu neto estar na mesma sala com o Michael Jackson? Então por que estamos o glorificando?", questionou o político.

"Eu tenho visto tantas pessoas boas nos últimos dias, que não estão recebendo crédito para qualquer coisa. Depois eu vejo esse cara, que fez coisas ruins, sendo tratado como um herói da civilização", concluiu.

Vale a pena lembrar que boa parte dos americanos não compartilha da opinião do congressista. Cerca de 1,6 milhão de pessoas se inscreveram para ir ao memorial do cantor, nesta terça-feira (7). (Terra Notícias)

5 comentários:

  1. Não sou jornalista nem escrito. Sequer escrevo bem. Sou aposentado. Meu imposto de renda é retido na fonte pelo INSS. Já nosso querido apedeuta tem sua receita de INSS como anistiado político acima do teto do INSS livre de IR.
    Minha forma de lutar contra os desmandados implantados por este governo corrupto no Brasil é através de um blog http://brasillivreedemocrata.blogspot.com/
    Gostaria de contar com a presença e dos comentários das pessoas de bem que não se conformam com a desonestidade, a falta de ética e a corrupção em nosso governo.

    ResponderExcluir
  2. Não podemos deixar de lado entretanto que, no fundo, esse cavalheiro pode ter carradas de razão, Soraia.

    Rodrigues

    ResponderExcluir
  3. Obrigada pela presença, Laguardia! Passaremos por lá! Ótima semana!

    Rodrigues, é possível separar o homem do mito e então compreender toda a comoção que promete eclodir no dia de hoje?

    ResponderExcluir
  4. Soraia, você está se referindo a MASSA, não a gente. A massa, o gado humano, vai para onde sopra o berranteiro.
    Não por outra razão AQUI NESTE PAÍS imperaram as técnicas de manipulação de massas para conseguir um objetivo, a eleição de um sujeito que por toda a lógica e sensatez nunca deveria ter passado de trabalhador especializado numa metalúrgica.
    Foi explorado, por quem entende do assim, o que há de mais atávico no bicho humano para colocar na presidência de um país gigantesco chamado Brasil o que há de pior em negação de tudo o que é bom, do valor do trabalho, da honestidade, da vergonha na cara...
    O parlamentar americano apontou mazelas de lá, que aqui vigoram em toda a plenitude.
    Ao longo de gerações o povo americano sempre se viu superior ao bem e ao mal, tanto que o cidadão típico sempre votou em governantes que aprovavam e estimulavam a invasão de outros países para implantar as santas virtudes da democracia.
    Hoje você vê a alma americana desnudada diante do mundo: é um povo que vai como gado para onde leva o chefe da comitiva.
    É isso.

    Rodrigues

    ResponderExcluir
  5. Uma pequena correção: onde se lê "por quem entende do assim...", leia-se "por quem entende do assunto".

    Rodrigues

    ResponderExcluir

Obrigada por sua participação em meu blog!